Os Limites do Humor: A Manutenção de Estereótipos Mediada Pelo Riso

Os Limites do Humor: A Manutenção de Estereótipos Mediada Pelo Riso¹

Resumo: Este artigo problematiza a perpetuação de estereótipos nos programas de humor e a propagação deste tipo de programa em outras plataformas de mídia, tendo como objetivo demonstrar que a construção do humor, muitas vezes é feita a partir da exploração das características particulares de determinados grupos sociais. Para isto, recorremos aos textos de AMORIM (2014), SILVA (2013), D’OLIVEIRA e VERGUEIRO (2011), RIBEIRO (2014), BENTO (2002), SAKAMOTO (2012), que problematizam a relação entre o humor, o reforço dos estereótipos e a ridicularizarão do outro para provocar o riso. Apresentando também estudos de casos que demonstrem as questões apresentadas.

Palavras-chave: humor; estereótipos; liberdade de expressão; naturalização; racismo.

Autores: Ivson HENRIQUE²; Joyce VIANA²; Lais RILDA²

Orientadora: Ana Maria da Conceição VELOSO³

Instituição: Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Artigo completo: http://www.portalintercom.org.br/anais/nordeste2016/resumos/R52-1497-1.pdf

____________________________

¹Trabalho apresentado no IJ 7 – Comunicação, Espaço e Cidadania do XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste realizado de 7 a 9 de julho de 2016.

² Estudantes de graduação 7ª semestre de Rádio, TV e Internet da UFPE, e-mail: ivsonhenrique_8@hotmail.com; joycerodriguesv@gmail.com; laisrilda@hotmail.com

³ Orientadora do trabalho. Professora dos cursos de Jornalismo, Publicidade e Rádio, TV e Internet e coordenadora do Observatório de Mídia: Gênero, Democracia e Direitos Humanos, projeto desenvolvido pelo Departamento de Comunicação Social da UFPE, e-mail: anavelosoufpe@gmail.com

  • Últimas Notícias

  • Projetos